O Terror – A Guerra Civil na Revolução Francesa

29 01 2008

O Terror – A Guerra Civil na Revolução Francesa, de David Andress, é uma história de grandes declarações políticas, motins e insurreições, mas também uma história de sobrevivência a fome, perseguições e exigências ideológicas complexas, uma história de como um Estado, mesmo com a mais nobre das intenções, se pode virar contra o seu povo e quase o esmagar.
A Revolução Francesa marca a fundação do mundo político moderno. Foi durante a Revolução que as forças políticas do conservadorismo, do liberalismo e do socialismo começaram a encontrar a sua forma moderna e foi a Revolução que primeiro proclamou os princípios universais dos direitos do homem e do cidadão, nos quais as noções actuais de cidadania estão baseadas. O Terror foi, no fundo, uma guerra civil, e tais guerras são sempre brutais e complexas. A guilhotina em Paris reclamou mais de 1500 vítimas oficiais, mas as execuções dos rebeldes contra-revolucionários capturados chegaram às dezenas de milhar, e o número de mortes nas áreas de maior conflito terá provavelmente ultrapassado os cem mil, com massacres indiscriminados sendo cometidos por ambos os lados.

David Andress é autor, historiador e orador principal de História Europeia Moderna, na Universidade de Portsmouth, conta já com mais de quinze anos de experiência a nível de ensino e de escrita sobre a França revolucionária do século XVIII.

Civilização Editora
470 páginas
16,00 €


Ações

Information

One response

3 03 2011
Luma Brum Lima

eu achei orrível

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: